Menu

Hervalense assume a 5ª CRE 

09 AGO 2017
09 de Agosto de 2017

A 5ª Coordenadoria Regional de Educação (5ª CRE) está sob novo comando. O professor Carlos Humberto Marques Vieira, com 34 anos de carreira, acaba de assumir a cadeira. E enquanto aguarda a posição das escolas para recuperação dos três dias de greve da última semana, o hervalense prepara-se ao desafio que tem pela frente. Provavelmente, com novas paralisações de professores e funcionários, na carona de parcelamentos de salários que devem ocorrer ainda em 2017.  Vieira também aproveitou para falar no andamento de obras nas escolas da região e ressaltou que os investimentos vêm de outra rubrica, diferente da do pagamento da remuneração dos servidores.

Temas em pauta

- Professores e funcionários: O novo titular da 5ª CRE assegurou que tratará com serenidade o cenário de crise e admitiu: desejaria uma situação estabilizada economicamente no país e no Estado para ter colegas minimamente satisfeitos. "Temos como professores um grupo de heróis, que fazem educação ainda boa, em alguns lugares de muita qualidade, vencendo as dificuldades", elogiou.

Até agora, dos 31 meses da gestão de José Ivo Sartori (PMDB), os salários do funcionalismo foram parcelados 20 vezes.

- Déficit de pessoal: Carlos Vieira falou nas oscilações do quadro e garantiu que, ainda que receba ajustes, os pedidos de aposentadoria, periodicamente, abrem novas brechas na equipe. O déficit de professores nos 18 municípios da Zona Sul, por exemplo, seria de 20 profissionais na última sexta-feira.

Durante as mobilizações na semana passada, entretanto, professores e funcionários de escola distribuíam material em que disparavam críticas à carência de pessoal na rede estadual gaúcha. Só o déficit de professores ultrapassaria os 400 trabalhadores em todo o Rio Grande do Sul. A falta de servidores também comprometeria a qualidade dos serviços prestados à comunidade. Não raro, ambientes como bibliotecas e secretarias ficam com o atendimento prejudicado.

- Obras: Mais 14 instituições da área de abrangência da 5ª CRE receberão reparos em breve. A fase é de elaboração de elementos técnicos para que, na sequência, sejam realizadas as licitações. A verba, de R$ 1,950 milhão, já foi liberada às escolas das sete cidades: Pelotas, Capão do Leão, Arroio Grande, Canguçu, Piratini, São Lourenço do Sul e Cristal.

Desde 2015, aproximadamente R$ 5 milhões foram aplicados em 48 reformas, já concluídas ou em andamento - destaca o coordenador.

Conheça o perfil

Carlos Humberto Marques Vieira cumpriu a maior parte da carreira na terra natal: em Herval. Mestre em Educação, o professor é graduado em Ciências Físicas e Biológicas, em Pedagogia e em Sociologia. Além do mestrado, Vieira também possui especialização em Administração Escolar e dois cursos de pós-graduação: em Orientação Educacional e em Psicopedagogia - para atuar com portadores de necessidades especiais.

Antes de receber o convite para assumir o cargo, Carlos Vieira já respondia como coordenador Administrativo-Financeiro da 5ª CRE.

Os números que ele tem na mão

- Área de abrangência: 18 municípios

- Escolas: 128

- Alunos: Cerca de 42 mil

- Professores e funcionários: Mais de 4,1 mil profissionais

 Fonte: michele@diariopopular.com.br

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Tenha você também a sua rádio